• Assessoria e Cerimonial

CASAMENTO E CORONAVÍRUS – O QUE FAZER?


Devo adiar meu casamento devido ao Coronavírus? O que devo fazer com meu planejamento? O que fazer caso o fornecedor não tenha mais as datas disponíveis? Como vou ter lua de mel agora?


Cal-ma! O Covid-19 chegou ao Brasil e como sabemos, estamos em um tempo atípico, que pegou a todos de surpresa. Por isso, acima de tudo o essencial é tentar manter a compreensão, dialogar e principalmente, não deixar de sonhar e planejar o seu grande dia.

Nossa missão é de te ajudar a passar por este momento cientes de que tudo vai passar e voltar ao normal logo logo.


Estamos trabalhando duro para criar novos conteúdos que tirem suas dúvidas e te inspirem. Queremos te oferecer um lugar seguro para o qual você possa escapar e continuar sonhando com o seu casamento. Porque sim! Seu casamento foi adiado e não cancelado.

Muita coisa mudou de forma bem rápida e apesar de já estarmos há mais de um mês enfrentando tudo isso, ainda não nos adaptamos. Por isso, uma dúvida que acabou atingindo muitos noivos e fornecedores foi:


O que fazer, afinal?


As perguntas acima, são apenas uma pequena seleção das dúvidas que todos tem. A gente sabe que principalmente para os casais que tem seus casamentos marcados para os próximos 3 a 6 meses, o estresse está começando a desgastar. Ainda mais pelas perguntas ainda não respondidas, agravado pela preocupação com a situação financeira, com convidados vulneráveis e com toda a situação que estamos enfrentando.


Apesar de não podermos responder a todas as perguntas, principalmente, a de quando tudo isso vai acabar, podemos apontar algumas dicas e estratégias para te ajudar a continuar. Além disso, para sanar as diversas dúvidas que estão passando pela sua cabeça.


1. Faça um plano para o seu casamento


Estamos em um momento de incertezas, e realmente é difícil tomar uma decisão. Por isso, o objetivo de fazer um plano para o seu casamento é analisar os fatos e implicações, a medida que vamos tomando conhecimento e as opções que devem escolher. Porque sim! Vocês têm opções. Nossa dica principal é você se inteirar de informações dos especialistas e pensar cuidadosamente sobre a sua situação atual e formar um plano.


Se você pretende mudar seus planos, deve fazê-lo com total confiança e comunicar-se claramente com todos (convidados e fornecedores) sobre o que decidiu. Se o seu casamento estiver bem como está (ou com alguns ajustes), mantenha-se forte e não se estresse. De qualquer maneira, você tem seu plano e isso é metade da batalha!


2. Remarque a data no local do casamento


Devemos sempre optar por realizar acordos, onde irá existir a compreensão mútua entre os fornecedores e os noivos. Portanto, se o seu casamento está marcado para os meses considerados de risco entre abril a junho, de acordo com as informações da OMS, o ideal sem dúvida alguma, é entrar em contato com a sua assessoria, para que o primeiro fornecedor a ser conversado, seja o local aonde irá acontecer sua cerimônia e recepção. Mantenha um contato regular e iniciem um plano individual para o seu casamento.


Nestas circunstâncias, não há diretrizes padronizadas. Portanto, cada local está tomando providências individuais e muitos deles, agindo de forma a apoiar os casais, reagendando os eventos sem custos para datas futuras, garantindo um evento mais incrível ainda.


3. Entre em contato com quem irá tornar o seu casamento legal


Depois de reagendar uma nova data com o local da cerimônia e festa, é importante entrar em contato com quem vai tornar o seu casamento legal. Certifique-se de discutir sobre todas as providências a serem tomadas para mudança de data.


Você também tem a opção de manter a data do seu casamento legal, e optar por organizar a celebração completa numa data mais para frente.

4. Entre em contato com todos os fornecedores já contratados


Combine com a sua assessoria ou vocês mesmos entrem em contato com todos os fornecedores já contratados para a realização do casamento. Expliquem a situação e informem sobre o desejo de reagendar o evento para a nova data que combinaram com o local da festa. Uma dica importante é – mesmo que tenham mais de uma data disponível, mencionem apenas uma data, em um primeiro momento, para todos os fornecedores. E caso seja necessário, mencionem as outras.

Nesta fase, todos estão cientes de que o casamento não pode prosseguir nessas circunstâncias e estarão todos solícitos para tratar deste momento da melhor maneira possível.


Atualize a planilha da lista de fornecedores;


Negocie as condições de reagendamento. Nesta situação extraordinária, é provável que as empresas não cobrem taxas, Porém cada uma está lidando de uma forma individual, cabe a vocês entrarem num acordo;


Solicite um aditivo do contrato para todos os fornecedores que reagendaram para a nova data.

Com relação ao andamento do planejamento: Se o seu casamento foi adiado, Reagende também as degustações com o buffet, prova de vestidos, entre outros fornecedores. Com relação as reuniões presenciais, troquem para as conferências online. E caso o seu casamento vá ocorrer dentro do primeiro semestre de 2020. Converse com seus fornecedores a melhor forma de viabilizar que o planejamento continue ativo, para que tudo seja feito da melhor forma possível, seguindo todas as recomendações da OMS.


Lembrem-se que o seu casamento não é o único que os fornecedores estão administrando durante esse período. Para evitar falhas de comunicação, é importante manter um registro por escrito de todas as discussões e acordos alcançados.


5. Avise todos os convidados


Mesmo que possa parecer constrangedor para vocês e seus convidados, se certificarem que o casamento não será mais realizado na data informada anteriormente. Saibam que, absolutamente todos entenderão a situação. Procure ser o mais claros possível, para não dar nenhuma margem de informações erradas.


Para economizar tempo e esforço, podem elaborar uma mensagem padrão, simples ou com uma identidade visual, informando a todos os convidados sobre o adiamento, de uma só vez. Esta mensagem pode ser enviada através de e-mail ou até mesmo por um grupo de whatsapp. No caso de envio através de e-mail, certifiquem-se de enviar com cópia oculta ou de forma individual, para evitar respostas de grupo.


No caso de já terem uma data prevista, não esqueçam de incluir esta informação na comunicação, e se ainda não tem uma data prevista, informem a todos sobre o adiamento e digam que entrarão em contato no tempo devido para informar uma nova data;

Informe-os que podem precisar considerar alterar seus planos de viagens e acomodações, especialmente para quem viaja do exterior que ainda não esteja ciente das restrições.

6. Como resolver meus contratos de forma jurídica?


Talvez sua dúvida agora seja, como irá ficar o meu contrato legalmente falando?

Em tempos de isolamento social, é necessário que os noivos e os fornecedores entrem em um acordo a fim de ajustar as expectativas a respeito dos contratos de casamentos e eventos no geral. Porém, é algo que gera muita dúvida já que, nunca estivemos em uma situação assim antes. Por isso, convidamos o Advogado Dr. Felipe Santana, que vai explicar um pouquinho sobre as questões jurídicas que cercam essa questão.


Ele nos contou que de um lado os noivos tem dúvidas sobre sua situação atual, se cabe adiamento ou cancelamento e se no caso de cancelamento, como ficará a questão dos valores já efetuados. Por outro lado, os fornecedores estão com dúvidas com relação ao surgimento da nova medida provisória 948/2020, que fala sobre a não devolução integral de valores nos casos de eventos. Contudo, em uma análise sistemática da medida provisória feita pelo Dr. Felipe Santana, ele pôde verificar que a mesma só fala em casos de eventos do ramo turístico e cultural, ou seja, não se enquadram eventos sociais, tais como: casamento, debutantes, entre outros.


O que fazer?


Por isso, a solução menos danosa é um acordo firmado entre as duas partes onde poderão viabilizar a melhor forma para ambas as partes. No caso de os noivos não terem desistido do casamento, o evento poderá ser adiado para uma outra data. No caso da data não estar disponível e for em um final de semana, os noivos podem conversar para ajustar para um dia de semana e assim abater o valor.

Por fim, considerando que compete aos fornecedores abrir mão ou não das multas nos seus contratos, vejo que a melhor saída para ambas as partes fica por conta de uma boa e amistosa negociação, abrindo-se hipótese de alterar a data do evento para que em um outro momento o sonho seja realizado e caso o consumidor comprove que vem enfrentando problemas financeiros, sugiro um ajuste nas parcelas e a depender do caso a suspensão de cobranças pelo período de isolamento social. – Explicou o Dr. Felipe


7. Lua de Mel ou Casamento de Destino


Tenham em mente que a crise impactou fortemente todo o mundo. Existem diversas restrições de viagens para a maioria dos países, e essas restrições mudam diariamente. Se já estavam planejando sua lua de mel ou um casamento de destino, ou pretendem planejar futuramente mantenham contato com seu agente de viagens e companhia aérea, para discutirem suas opções e revisem o seguro de viagem para ver o que está incluído em sua política.


8. Links para mais informações sobre a Covid-19


Anvisa

Ministério da Saúde

Organização Pan-Americana de Saúde

____________________________________________


Não Pare de Sonhar, pense positivo!

Ei não há nada de errado em ficar triste, sobre ter que mudar seus planos de casamento. Porém, encontrar a positividade também é crucial! Por isso, concentre-se nas coisas pelas quais você pode ser grato; sua outra metade, seus amigos de apoio, quaisquer fornecedores ou locais úteis que você já conheceu e o dia do casamento que terá quando tudo isso acabar .

Estes são tempos desafiadores, mas há muito pelo que se animar e com esperança – portanto, mesmo que seus planos estejam no ar, saiba que é apenas temporário. Além disso, seu dia ainda está chegando, e mesmo que pareça um pouco diferente de seu plano original, valerá a pena a espera!


Estamos com vocês!


Inpiração Repost @oficinadasnoivas

16 visualizações